Menino ou menina?

Quando engravidamos, principalmente do primeiro filho é comum dizermos, tanto faz menino ou menina, não temos preferência. Vá confesso que também disse isso, mas na realidade eu tinha preferência.  Aliás, eu soube desde o primeiro momento, em que estava grávida, o sexo do bebé. Não me perguntem como, porquê, não sei explicar. Apenas sabia que seria uma menina. A primeira vez que fizemos uma ecografia, às 12 semanas, a médica informou-nos sobre tudo e referiu que poderia, eventualmente ser uma menina, mas que teríamos de esperar pelas 20 semanas para se confirmar. Qual quê? Nesse mesmo dia fui às compras e tudo o que comprei foi rosa. Lembro-me que a senhora da loja, apenas dizia, leve em vermelho, mais vale não arriscar. Vermelho? Mas a minha bebé vai andar vestida com mantas e babygrows vermelhos. Desengane-se quem está a pensar que eu não gosto de vermelho, adoro, mas em plena gravidez não conseguia visualizar uma bebé tão pequenina vestida com uma cor tão forte, apenas a imaginava de branco e rosa.
O que eu sentia era mais forte que um simples exame médico, tão forte que nada me desacreditou. Sabia-o desde o primeiro instante.
Ângela Rodrigues

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta