Antes e depois de ser mãe

A maternidade muda os hábitos de qualquer família, nada volta a ser igual, apresento detalhadamente o antes e depois da maternidade.

Antes: Adorava dormir até ao meio dia e ficar na cama a ver TV até às tantas, embrulhada nos cobertores

Depois: Tarefa impossível, às 8h da manhã está tudo a pino cá em casa, qual dormir, qual quê??? Não há tempo para isso.

Antes: Sair até às quinhentas UAU “vamos que a noite ainda é uma criança” ou “4h da manhã, ainda é tão cedo! Vamos até à baixa”.

Depois: Sair até às 24h porque após essa hora já não me aguento de sono.

Antes: Falar ao telemóvel durante 1h, 2h… havia tanta conversa para por em dia.

Depois: Falar ao telemóvel durante 2 minutos e já é bom – “Fala rápido que ainda tenho duas máquinas de roupa para estender, duas camas para fazer e uma fralda para mudar”.

Antes: Comprar roupa! Havia momento mais prazeroso que comprar aquelas calcinhas hit e o casaquinho xpto. Nem que para isso tivesse que correr o shopping durante 2h.

Depois: Até posso precisar de umas calças novas porque as últimas que comprei foram há dois anos atrás, mas a tendência são as lojas de roupa para crianças – “Olha que coisa mais fofinha, aquela camisinha é tão linda e aqueles sapatos”. 

Antes: Cinema, adorava ir à sessão da meia noite ver aqueles filmes tops, não dispensava as pipocas doces. Um regalo!

Depois: Cinema, oi? Quem? Sessão da meia noite, tão tarde, nem lembro da última vez que vi um filme no sofá, deitadinha e relaxada, quanto mais no cinema.

Antes: Ter a casa arrumada era um dos meus princípios, ter tudo impecavelmente arrumado, aspirado, organizado, apenas um ou outro pêlo da gata já metia confusão.

Depois: Uma obsessão que um dia tive e passou, a partir do momento em que o tempo máximo de arrumação possível é de duas horas. Os brinquedos passaram a invadir esta casa, as minnies, os nenucos, os animais da quinta, os peluches, as bolas já fazem parte da decoração. E não é uma decoração qualquer é daquelas itinerantes, anda de divisão em divisão, ora está no quarto, como pode estar na sala, cozinha ou até na casa de banho.

Antes: Havia todo um rigor na organização das gavetas, estava tudo separado por estações do ano. Tinha a gaveta de roupa de verão, a gaveta de meia estação, a gaveta de inverno, t-shirts separadas de tops e por aí adiante.

Depois: A partir do momento em que descobriu que o jogo mais divertido de sempre era tirar a roupa das gavetas, as pobres coitadas deixaram de ter arrumação possível, agora há toda uma mistura de cores, tamanhos e figurinos.

Antes: Ver televisão deitada no sofá a fazer zapping não abdicava nem por nada, às vezes eram 10 min, 30min ou até 1h/2h, o tempo que me apetecesse.

Depois: Existe esse equipamento electrónico [televisão] lá em casa, mas raramente é utilizado. De longe a longe é ligada e parece que a coitada teve um entravamento e só dá panda, panda e  panda. Deve ser da falta de utilização [risos].

Antes: Migalhas! Qual migalhas, qual quê? Apenas na cozinha e vamos com calminha. Comer na sala? No quarto? Pão??! Era considerado um crime de ofensa à integridade física e doméstica de qualquer pessoa.

Depois: Migalhas! As malditas aparecem em todo o lado, ora na sala, ora no quarto, na casa de banho. Mas quem é que resiste à pequena a pedir “pão, mais… hummm”. Ninguém resiste e que se lixem lá as migalhas!

A vida mudou e como mudou!!

Ângela Rodrigues

Comentários

Comentários